quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

A Xícara de Café com Leite


Sábado, eu fiz aniversário.
Ganhei um monte de presentes, que por si só já fariam a alegria de qualquer um. No meio deles, ganhei um jogo de xícara e pires de café com leite de uma amiga que não conhecia pessoalmente.
Ela, por não me conhecer pessoalmente, comprou o jogo numa loja que gosta e ainda me ofereceu o cartão de troca, para o caso de não ser do meu gosto.
Mal sabia ela os momentos de felicidade que estaria me proporcionando dali para frente.
Na hora o jogo, de duas enormes xícaras de café com leite com dois enormes pires maiores que um prato de sobremesa, começou a me acompanhar no caminho da felicidade.
Muito prático para mim, pode ir à lava-louças e no microondas; não preciso mais me servir de duas xícaras, elas valem por duas de tão grande; não preciso mais prato para o pão, o pires é tão grande que o pão cabe nele com xícara e tudo.
Já havia tentado me adaptar a uma caneca, mas... Eu fiz só 43 anos, antes que pensem que é coisa de velho! Nunca me senti à vontade com elas. Ver gente tomando café com leite em copos de vidro então, para mim é o fim. Tenho que me conter para não dizer que não suporto isso quando, eventualmente me oferecem um café assim. Tomar café, chá ou café com leite só na xícara, sem o pires, nem pensar.
Lá estava a solução do meu problema. No momento que o vi, fiquei feliz. Quando eu abri, já suspeitava do tamanho pela caixa e já conhecia o modelo, fiquei mais feliz ainda.
Além de tudo, a estampa é linda, vermelha, preta, marrom escuro, branco e castanho com Café com Leite escrito em italiano em diversas cores e sentidos. E... Tenho um jogo de xícaras de café, também enormes, para a máquina de expresso, exatamente igual!
Porém sem o vermelho, o que me agradou, pois formou um jogo de duas cores com a mesma estampa.
Aos que não sabem, considero Felicidade um momento único, de prazer indescritível e de alegria, que devemos saborear lenta e intensamente, pois, quando o percebemos que ele está ocorrendo, devemos desfrutá-lo ao máximo.
A Vida não é uma Eterna Felicidade, bem o como também não é uma eterna tristeza. A Vida é uma alternância desses momentos, aleatória. Não foi erro de digitação. Felicidade com Maiúsculas e tristeza, não se deveria nem escrever. As palavras voam com o vento, o que se escreve fica registrado.
Para se ser Feliz, deve se aproveitar, curtir, valorizar e nunca esquecer um momento que se está feliz; deve-se também lembrar dos aprendizados dos momentos de tristeza, que devem ser solenemente esquecidos.
Todos os dias, a partir de hoje, tenho meu momento feliz ao encontrar minha Xícara de Café com Leite me esperando de manhã.
Brigadú Miriam!

3 comentários:

Teresa disse...

que lindo Tito!
É interessante observar que o prazer a alegria da vida não estão ao contrário do que muitos acreditam em grandes acontecimentos, coisas longe de nosso alcançe...
uma xicara de cafe com leite te deixou muito feliz.... pois é ai é que vemos o valor das pequenas coisas que as vezes temos em mãos e deixamos passar despercebido... adoro valores, pra isto é tudo. bjus

Anakoelho disse...

Passei por acaso e adorei ler o q. escreveu,concordo com o q. disse de felicidade,mas às vezes a vida é tão corrida q. não prestamos atenção nessa felicidade,só depois q. passa...,aí perdemos o momento.
Bom fim de semana.


Fiquei curiosa com essa xíc,vou procurá-la.

Miriam Gonzalez disse...

Tito meu querido!

Vim fazer uma visita, to com saudades de vc,sempre me emociono quando leio o q escreveu.
Não suma vc faz falta.
um beijo enorme e um abraço bemmm apertado.